quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Hoje: pé na estrada !

video

Minha tenra lucidez

Quando a perderei mais uma vez

Quantas vezes a quis jogar fora e você sempre volta

Parecendo que não vai embora, só vira no máximo dor de cabeça

E eu quero que sumas antes que me enlouqueça

Por quê minha lucidez quer me enlouquecer

No máximo me perder

No mínimo me fazer sofrer

Então venha

Que estou doida para saber como fico louca

Só de pensar na sua demora

Você que está errado! Saia já do meu quarto!

Venha, quero lhe mostrar minhas coisas

Eu vi facas, pontas, estiletes, vidros quebrados

Eu sou a donzela de ferro e vou seguindo seus passos

Ao menos que pare nas esquinas sombrias

Talvez volte à sobriedade

Ah não, já sei o que significa isso...

Minha boa sanidade

Você que tanto me faz bem agora faz esses planos malucos na minha cabeça

Já falei que sou muito louca para você

Esta noite tentou me perseguir de novo

Tomara que não me pegue no sono

Te esperei a noite e madrugada inteira e nada

E quando a noite termina e chega o dia minha lucidez volta como antes

Que nitidez! Vejo tudo agora com nitidez!

Só me falta saber por quê minha loucura não me quer esta noite

Tanto que lhe alimentei

E você mais uma vez some há muitos anos

Eu disse: - " E quando o sol nascer!? Você vai estar onde o sol nascer?"

Nem quero saber um pingo de suas maldades

Por favor, não me faça fazer alguma coisa

E eu querendo sentir suas verdades

Só para dizer para mim: - " Eu sei como é o bem e o mal"

É a loucura

Ou a doce sensatez

Que tanto faz pensar com calma e pensar mais e demais

Não sei o que é pior, minha doce querida

À mim mesma

2 comentários:

Siyyid Kazim disse...

vamo atualizar isso aqui poh!

Beli disse...

Ale...teu blog é massa pacas cara! Tua escrita é tão lunática...tão viagem, tão bom de se ler...como café com leite e açúcar!

Postar um comentário